sexta, 24 março 2017 14:48

Marinha em missão de ataque à pirataria no Golfo da Guiné Featured

Written by Correio da Manhã
Rate this item
(1 Vote)

O aumento dos atos de pirataria contra navios mercantes no Golfo da Guiné, África, onde passa parte do petróleo e gás que abastecem Portugal, levou a Marinha a enviar ontem uma força de 50 fuzileiros para reforçar os dez elementos do Destacamento de Acções Especiais já embarcados na fragata ‘Álvares Cabral’, em missão na região até 13 de Maio.



"Há muitos navios portugueses registados na Madeira [cerca de 400] que operam na região. Portugal está a apoiar a segurança marítima", combatendo a pirataria e o terrorismo e "capacitando as marinhas de língua portuguesa a fazerem o mesmo", afirmou o comandante naval, vice-almirante Gouveia e Melo.

Em 2014, os 67 ataques piratas no Golfo da Guiné (30 deles na Nigéria) provocaram custos de 900 milhões de euros. Um marinheiro morreu. A fragata opera na iniciativa ‘Mar Aberto’ e tem o apoio do reabastecedor ‘Bérrio’, que partiu ontem com os fuzileiros.

É a primeira vez que a força expedicionária de Fuzileiros é projetada nestes moldes, a bordo de uma fragata. É um teste, uma vez que Portugal ainda não tem o desejado navio polivalente logístico. O primeiro-tenente Arvins Fernandes afirma que os 50 homens estão preparados "para missões convencionais e de assistência humanitária e apoio em catástrofes".

Os navios portugueses vão fazer exercícios com a Força Aérea e Marinha de vários países. A ‘Álvares Cabral’ é visitada pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa, em Cabo Verde, a 10 de Abril.

Read 125 times Last modified on quarta, 29 março 2017 14:52

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Temos 1036 visitantes e 0 membros em linha
Top

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive Module Information