quinta, 11 maio 2017 09:50

Forças Especiais dos Estados Unidos estão em "grande stress" Featured

Written by
Rate this item
(0 votes)

O uso cada vez mais frequente das forças especiais dos EUA em operações militares no estrangeiro está a provocar uma grande fadiga nesta tropa de elite e ameaça a sua capacidade de resposta, avisou hoje o seu comandante.

Em declarações no Congresso, o chefe do Comando das Forças Especiais dos EUA, general Raymond Thomas, assegurou que algumas unidades estão a sofrer um "grande stress" por estarem a ser mobilizadas para zonas de conflito, com intervalos de tempo cada vez menores.

O general lamentou a frequência de algumas deslocações, em particular desde que o fim das operações de combate no Afeganistão, guerra que acabou oficialmente para os EUA em 2014, colocou o peso das operações ofensivas ou de anti-terrorismo nas Forças Especiais.

Thomas criticou que os cortes orçamentais acrescidos das deslocações constantes "colocam um peso maior nos ombros (destes militares), sem entrar em estatísticas mórbidas".

 

Read 131 times
Ops

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Temos 1024 visitantes e 0 membros em linha
Top

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive Module Information